As espátulas e pentes são ferramentas e utensílios essenciais para o assentamento de pavimento cerâmico, mas não só. Apesar de usados desde a antiguidade, foram sofrendo bastantes transformações quer ao nível do design, quer da ergonomia. 

Atualmente, as espátulas e os pentes continuam a ser ferramentas essenciais. Da mesma forma, também o material mais utilizado para o assentamento de ladrilhos continua a ser a argamassa. Porém, com a evolução da cerâmica, principalmente na redução da porosidade dos materiais, foram surgindo novos produtos, como é o caso dos cada vez mais populares adesivos cerâmicos.

As espátulas e pentes da RUBI e os adesivos cerâmicos

Quer as espátulas, quer os pentes da RUBI possuem um conjunto de características especiais que facilitam as propriedades de adesão aos diferentes tipos de adesivos. Nestes casos, a técnica de instalação usada é a chamada camada fina e/ou camada intermediária, que consiste em colocar a cerâmica sobre um suporte já tratado. Ou seja, com uma ou mais camadas reguladoras ou niveladoras, aplicando depois alguns adesivos de cerâmica de 5 ou 15 mm de espessura.

Assim sendo, se trabalha com adesivos cerâmicos, aconselhamos-lhe a usar espátulas e pentes adequados. Aliás, como bem sabe, a escolha da ferramenta (certa) é meio caminho andado para um bom trabalho. Para isso, deverá escolher entre a melhor ferramenta para colagem espessa e colagem fina ou média.

Camadas grossas

Para camadas grossas, pode usar o pente. Contudo verá que a espátula é suficiente, visto que não é necessário “pentear” o material, bastando aplicá-lo corretamente. Nesse sentido, tenha em mente que esta técnica só pode ser utilizada em:

  • Ladrilhos cerâmicos com capacidade de absorção de água E> 3% (se for superior a 10% deverá emergir na água e drenar os ladrilhos)
  • Ladrilhos com um tamanho nominal menor do que uma área de superfície S≤ 900 cm2
  • Pavimentos exteriores, de clima temperado, sem risco de geadas
  • Recintos e divisórias, se em condições de máxima estabilidade e com pisos da mesma condição.
  • Camadas intermediárias compressíveis.
  • Superfícies de média/alta absorção de água e com uma certa textura superficial.
  • Superfícies compatíveis com cimento/argamassa de cal, onde a aplicação permaneça

Camada finas e médias

Para as técnicas de camada fina e média, use sempre um pente (espátula dentada) com espessuras de até 5 mm na camada fina e 15 mm na intermediária. 

Este tipo de instalação é necessária em ladrilhos de grande formato (superior a 900 cm2), mas também pode ser empregue em formatos mais pequenos.

Colagem simples VS colagem dupla

Para começar, perceba a diferença entre os dois tipos de colagem:

  • A colagem simples é aquela em que o material de preensão é aplicado apenas no suporte, penteado (dependendo do tipo e qualidade da base, podem-se usar diferentes tamanhos de pente), terminando depois como o assentamento da cerâmica.
  • Já a colagem dupla consiste na aplicação do material de colagem tanto no suporte como no verso da cerâmica, garantindo a aderência perfeita dos materiais. Nestes casos, basta “pentear” o material aplicado no suporte.

Consumo do material:

Outro detalhe a ter em conta, ao usar os pentes, é o consumo do material.

TIPO DE DENTECONSUMO
Dente quadrado 3 x 3    2,5 Kg / m2
Dente quadrado 4,5 x 4,5    3 Kg / m2
Dente quadrado 6 x 6    4 Kg / m2
Dente RECTANGULAR 6 X 10    6,5 Kg / m2
Dente quadrado 8 x 8    5 Kg / m2
Dente quadrado 10 x 10    7 Kg / m2
Dente quadrado 12 x 12    10 Kg / m2
Dente redondo R. 10    8 Kg / m2
Dente triangular 6 x 5    2 Kg / m2
Tipos de dente em função do consumo

Características dos adesivos cerâmicos durante a colocação de revestimentos cerâmicos 

Estas três características são importantes durante a colocação de pavimento cerâmico, mas também na aplicação da técnica da camada fina. E são:

  1. Vida da massa: É o tempo decorrido desde que a massa foi amassada e exposta à temperatura ambiente, em que a sua utilização ainda é possível. Se ultrapassar este tempo, as características originais do material de ligação acabará por se perder
  2. Tempo de abertura da colocação: É o tempo que tem para colocar a cerâmica a partir do momento em que o material de colagem se espalhou no suporte. Se ultrapassar esse tempo, o material perde a capacidade de colagem.
  3. Tempo de retificação: É o tempo que tem para corrigir a posição da cerâmica após esta ser colocada.

Posto isto, certamente concordará quando dizemos que o tipo de adesivo e o formato da cerâmica são os aspectos mais importantes na escolha do pente ou da espátula, não acha? Queremos saber a sua opinião!

Já agora diga-nos que ferramenta usa mais?

Post a comment